08/06/2008

Vem comigo...

minha dor ruiu
sem nome e sentido

joguei o entulho
no esquecimento

não existe mais
( paredes em mim )

: agora eu posso
ver a paisagem...

5 comentários:

Célia de Lima disse...

Conseguiu de novo. Em palavras mínimas, vê-se o mundo! Lindo, Wilson! Prazer em ler. Bom domingo!

poetriz disse...

E como é bom esse sentimento de libertação, não?
Contemple a paisagem, aposto que tem muita coisa linda ainda pra ser vista!

Bjs!

sôdoida disse...

Paisagem, teu nome é Shi!!! :-D
Bjo!

loba disse...

Mentira da Shi! Agora vc vê a mim!!!! kkkkkkkkk
Poetinha, sem querer embaçar a beleza do poema, fico feliz demais com a msg dele. É assim que te quero: olhando o mundo com olhos de acreditar!!!!
Um beijo de amor pra vc!

Dora disse...

Ver a paisagem sem paredes de dor...É uma ambição tão minha!
"Vem comigo"...está até me chamando. Eu me refiro ao chamado "para eu agir igual"...rs
Beijos, beijos.
Dora