04/06/2008

Brevidades

acolhido
em suas
entranhas

sinto
o calor
do mistério

somos
(de)feitos
de estrelas

nosso
brilho
é distante.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

Intercâmbio cultural:
hoje tem textos meus aqui: Vieira Calado .
Breve estarei publicando no Brasil (e no papel, em antologias), os versos deste Poeta que encanta com seu conhecimento e simplicidade na escrita.
Leia Vieira Calado AQUI

4 comentários:

alex pinheiro disse...

um brilho distante diz tanto,,,

Abraços e novas invenções!

Dora disse...

Que lindo esse "Brevidades"! O brilho das estrelas é um mistério. Será que essas que vemos brilhar ainda existem? Nem sempre, não é?
É um brilho distante, mas é um brilho estelar, de que é feito esse poema (e tantos outros!).
Beijos, beijos.
Dora

mariam disse...

através de «V.Calado» dei aqui um "pulinho" ... gostei (muito) do ainda pouco que li...
parabéns pelo intercâmbio, mostra serem pessoas fantásticas...

um sorriso :)

loba disse...

Fui lá! Bela seleção vc fez!!!
Agora... vc tinha que postar junto os dois poemas? rs...
Eu amei um e outro. E vou tentar responder a um deles, tá?
Beijãozão