19/07/2009

escultura

toda feita
em ferro
a alma

(que
não tenho/
porisso)

voa
mergulhada
no sal

do Tempo.

-----------------------------

Poetando junto:

o sal do tempo
molda
as lembranças

a alma
veste alegoria
e brinca
de esconde-esconde
com as surpresas
do porvir


Euza

.

2 comentários:

Euza disse...

o sal do tempo
molda
as lembranças

a alma
veste alegoria
e brinca
de esconde-esconde
com as surpresas
do porvir

***
Bjs poetinha!

Dora disse...

Wilson! Nem desconfiei de que você estava postando! Tenho seu link. Olho nele e penso: por onde anda Wilson?
Hoje, resolvi ler seus arquivos e encontro o blog atualizado!
Com uma alma esculpida em ferro, pesada...mas, voando...
Conheci um outro Wilson, daqui de Aparecida. Escritor de contos curtos e que me contou sobre você...
Saudades!
Abraço apertado!
Dora