31/05/2008

Etéreo Porto

Eu sou
todo
arrepios
todo
arrepios

e seus lábios...
e seus lábios...

: duas
eternidades
pousadas
em
mim.

¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨¨

POETANDO JUNTO:

pouso

após o vôo
quero
o porto
do seu corpo

e arrepios
onde as mãos
não alcançam

Loba

Um comentário:

Loba disse...

pouso

após o vôo
quero
o porto
do seu corpo

e arrepios
onde as mãos
não alcançam